Reforma demorada em escola gera preocupação

Obra na Escola Padre João Mohana, no bairro São Raimundo, se arrasta há mais de seis meses, segundo os moradores (Foto: Reprodução)

A demora na obra na Escola Padre João Mohana, situada no bairro São Raimundo, em São Luís, se arrasta há mais de seis meses, segundo os moradores. O material do forro que seria reformado está empilhado na parte de fora da escola ao ar livre e o colégio está tomado pelo mato e pelo lixo.

Enquanto isso, os pais dos alunos ficam sem saber o que fazer para não comprometer o ano letivo das crianças, já que a solução apresentada foi a transferência dos estudantes para uma outra escola na capital. No entanto, as salas de aulas no local ficaram lotadas e o aprendizado ficou comprometido.

O pai de um aluno cadeirante de 11 anos, que prefere não se identificar, disse que o seu filho está sem estudar porque nem o colégio que está sendo reformado, nem a outra escola para onde ele foi transferido é adaptada para receber o garoto. “Não tem a sala, não tem os banheiros, não tem o cuidador que adequado. É uma dificuldade e ficam jogando de uma escola para outra”.

O QUE DIZ A PREFEITURA?
Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação disse que a escola para onde os alunos foram remanejados possuía salas ociosas e negou superlotação na UEB São Raimundo, apesar do que afirmou a estudante. Ainda segundo a Secretaria de Educação do Município, a reforma na Escola João Mohana tem previsão de entrega para este primeiro semestre.

Sobre o aluno de 11 anos, cadeirante, apesar do depoimento do pai dizendo que o filho está sem estudar, a Secretaria negou essa informação e afirmou que a escola tem acessibilidade.

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 98770 3557.

DEIXE UM COMENTÁRIO