Professores entram em greve em São Luís

(Foto: Flávio Chocolate/Rádio Notícia Maranhão)

Os professores da Rede Municipal de São Luís cruzaram os braços por tempo indeterminado desde do dia 30 de maio. A decisão foi acordada em reunião com a classe e o Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (Sindeducação).

A pauta de reivindicações é o reajuste salarial, valorização da educação no município e aumento do recurso destinado para a área na Lei Orçamentária de 2018.

(Foto: Flávio Chocolate/Rádio Notícia Maranhão)

Segundo a presidente do Sindeducação, Elisabeth Castelo Branco, o movimento grevista não vai prejudicar o ano letivo, porque as aulas não serão paralisadas.

“Nós resolvemos adotar as manifestações pontuais, que serão realizadas em vários pontos de São Luís durante o período de greve. Estamos abrindo mão de parar as aulas porque os alunos são os mais prejudicados pelos casos que existe na educação”, destacou.

Nesta terça-feira (12), os educadores realizaram um aulão na Praça Nauro Machado com o tema: Financiamento da Educação Pública. Durante o evento, os professores debateram sobre a atual situação da educação municipal. Segundo eles, algumas escolas estão comprometidas por falta de água e material, outras estão fechadas há meses por uma reforma que não acaba.

Assista a entrevista com a presidente Elisabeth:

 

DEIXE UM COMENTÁRIO