MA lidera casos de leishmaniose no BR

Por preconceito ou mesmo falta de informação, muitos cães acabam sacrificados após serem diagnosticados com leishmaniose — Foto: Reprodução/NSC TV

Dados do Ministério da Saúde apontam que o Maranhão lidera o número de casos de leishmaniose visceral no país nos últimos três anos. Em 2017 foram registrados 789 casos; 703 em 2018; e 185 até o momento, em 2019.

Somando todos os registros, são 1677 casos em menos de três anos. Também chama a atenção a distância no número casos do Maranhão em relação a outros estados. No mesmo período, Pará e Minas Gerais – que vem logo atrás do Maranhão – registraram 463 casos a menos.

Os 5 estados com mais casos de leishmaniose visceral no Brasil

Estados201720182019 (Até 24 de julho)Total
Maranhão789 casos703 casos185 casos1677 casos
Pará540 casos518 casos156 casos1214 casos
Minas Gerais768 casos331 casos115 casos1214 casos
Ceará340 casos327 casos101 casos768 casos
Bahia274 casos251 casos80 casos605 casos

Fonte: Sinan – Ministério da Saúde

Em nota, a Secretaria de Saúde do Maranhão (SES) disse que que as ações de combate direto à leishmaniose são de responsabilidade da gestão de cada município maranhense. Como parte das ações de responsabilidade do Estado, a SES executa atividades permanentes de capacitação dos profissionais de saúde dos municípios quanto ao teste rápido humano e animal, investigação de casos, além de garantir a aquisição de equipamentos para realização de ações de controle vetorial.

A Secretaria destaca que a leishmaniose é uma doença cíclica, com períodos de aumento de casos. O transmissor vetorial da doença encontra no Maranhão todos os fatores climáticos e ambientais para o seu desenvolvimento.

A doença

A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa causada pelo protozoário Leishmania chagasi. A transmissão acontece quando fêmeas dos mosquitos conhecidos como ‘mosquito-palha’ picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário. Em todo o país, 10 de agosto é o dia oficial da Semana Nacional de Controle e Combate à Leishmaniose.

Sintomas da leishmaniose em humanos:

  • Febre
  • Perda de peso substancial
  • Inchaço do baço e do fígado
  • Anemia
  • Pode ser fatal se não for tratada em 90% dos casos

Sintomas da leishmaniose em cães:

  • Emagrecimento
  • Vômitos
  • Fraqueza
  • Queda de pelos
  • Crescimento das unhas
  • Feridas no focinho, orelhas e patas

Tanto em humanos, quanto em cães, a doença é difícil de ser diagnosticada por ter sintomas parecido com outras doenças. Em humanos, a leishmaniose visceral pode ser fatal em até 90% dos casos, se não tratada.

Um outro problema é que os cães ainda são vistos como os vilões, sendo que são apenas os hospedeiros. Em vários casos, os cães infectados são sacrificados, mesmo quando é possível tratar o animal para que ele não contribua na transmissão da doença.

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 99121 5205.  

DEIXE UM COMENTÁRIO