Juíza que declarou Dino inelegível se desliga da AMMA

Juíza Anelise Nogueira Reginato, titular da 8ª Zona Eleitoral, de Coroatá. (Divulgação)

A juíza Anelise Nogueira Reginato, titular da 8ª Zona Eleitoral, de Coroatá, protocolou hoje um pedido formal de desfiliação da Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA).

No documento, ela reclama publicamente da falta de apoio da entidade após a série de ataques e ofensas disparados por comunistas irresignados com a declaração de ineligibilidade do governador Flávio Dino e do ex-secretário Márcio Jerry, ambos do PCdoB, como condenação em ação eleitoral referente às eleições de 2016.

O prefeito e o vice de Coroatá, Luís Filho (PT) e Domingos Alberto (PSB), também foram declarados inelegíveis, além de cassados.

“Considerando as inúmeras omissões dessa associação […] em relação à defesa de alguns magistrados, dentre os quais esta signatária, incluindo a omissão que vem ocorrendo desde a publicação da sentença nos autos nº 262-79.2016.6.10.00008, […] venho comunicar o meu desligamento da AMMA”, anunciou.

O ofício foi formalizado às 7h04 desta sexta-feira, segundo assinatura eletrônica providenciada pela magistrada. Apenas às 7h20, o presidente da AMMA, juiz Angelo Santos, fez publicar no site da entidade uma nota de apoio à Justiça.

“A AMMA reitera o seu repúdio às agressões à juíza Anelise e esclarece que a função de julgar é árdua e, para tanto, é necessário preservar incondicionalmente a independência da magistrada que, independentemente de interesses políticos e disputas eleitorais, cumpre a sua missão constitucional de dizer o direito, observando os limites do processo legal”, diz o comunicado.

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 98770 3557.

DEIXE UM COMENTÁRIO