“Governei o Maranhão em tempos de mar agitado”, diz Flávio

Continuando a série de entrevista com os pré-candidatos ao governo do estado do Maranhão, o candidato a reeleição, Flávio Dino (PCdoB), foi o entrevistado desta segunda-feira (06) no programa Na Hora da Rádio 92,3FM. Durante o programa, o atual governador teve a oportunidade de fazer um balanço da gestão e defender a razão que ele deve permanecer no cargo.

(Foto: reprodução)

O pré-candidato do PCdoB vai contar com o apoio de dezesseis partidos nas eleições desses ano, o que para ele é importante já que no ultimo pleito ele teve pouco mais da metade do apoio. “Estamos no processo de construção e temos que ter paciência para resolver as coisas. Nós temos 100% de concordância para o apoio do governo e temos dois bons candidatos ao Senado Federal”, destacou.

O governador esclareceu sobre o rompimento com Waldir Maranhão, Zé Reinaldo e Roberto. A gente trabalha ouvindo os partidos e age com concordância. “Cada um tem um projeto pessoal. Alguns pensamentos foram incompatíveis com os nossos. Eles resolveram seguir os próprios objetivos”.

Ao ser questionado sobre o possível segundo mandado, Flávio destacou que a geração de emprego e renda continuará sendo um ponto forte da gestão. “O aumento do serviço público possibilita o aumento de empregos no estado. Fizemos o casamento das empresas com as pessoas que precisam de emprego e todo trabalham para construção do Maranhão”.

Governador Flávio Dino (Foto: reprodução)

O crescimento econômico do estado foi o destaque da atual gestão, segundo o governador. ”Eu governei em temos de mar agitado, mas conseguimos reduzir os tributos para que as indústrias pudessem produzir. Também diminuirmos a carga tributária para as micros e pequenas empresas. Essas medidas aliadas a geração de emprego fez com o estado fosse o segundo do país no crescimento do PIB”.

A continuidade do trabalho que está sendo realizado no estado será a principal bandeira de campanha neste ano. “Vamos continuar gerando emprego, ajudando as prefeituras, investindo nas políticas de educação com objetivo de combater a violência, assim como vamos continuar reduzindo o número de homicídios e melhorando a segurança. Também vamos fazer coisas novas, novos programas, principalmente para o os jovens e na produção de empregos”.

Sobre o apoio ao candidato à Presidência da República, o pré-candidato à reeleição afirmou que o palanque não estará fechado para os candidatos dos partidos que fazem para da Coligação Todos pelo Maranhão.

No fim da entrevista, Flávio Dino defendeu o programa de governo e defendeu o motivo que ele deve continuar governado do Maranhão por mais um mandato.

DEIXE UM COMENTÁRIO