Braide explica voto contra a Reforma

Eduardo Braide (PMN) – Foto: Reprodução

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) explicou, nas redes sociais, o seu posicionamento contra o texto-base da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19). (Clique aqui e veja o vídeo).

O parlamentar disse que esperou que a Reforma da Previdência olhasse mais para as pessoas do que pela economia do pais.

“Sempre defendi uma reforma que olhasse não só os números da economia, mas a vida das pessoas. Por isso, aguardei as últimas alterações que foram feitas em seu texto antes de ir ao plenário e decidi votar não. Não posso concordar com a retirada de milhares de brasileiros que hoje tem o direito de recebe o abono do PIS. Não concordei, também com redução da pensão por morte a um valor menor do que o salário mínimo”, disse.

“Não concordei que professores tenham que trabalhar no mínimo 40 anos para terem direito ao seu salário que recebem hoje dentro de sala de aula e não posso concordar com dificuldades que foram colocadas para que as mulheres possam se aposentar e além de tudo isso pessoas que terão que terão que trabalhar o dobro do tempo que falta hoje para puderem ter direito a esse bem que é tão importanmte que é a aposentadoria”, asrecentou.

Eduardo Braide disse que continuará com a postura de independência na Câmara dos Deputados e que mantém o seu posicionamento de votar sempre a favor do que for bom para o Maranhão e para o Brasil.

“A minha posição aqui na Cãmara é de independência, por isso defendo o pacote anti-crime, votei pelo fortalecimento do Coaf, aprovei o PLN 4 que serviu para equilibrar as contas do governo federal. O meu compromisso é o mesmo. Um grande abraço para todos vocês”, finalizou.

Leia mais notícias em RadioNoticiaMaranhao.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Rádio Notícia Maranhão por WhatsApp pelo telefone (98) 99121 5205

DEIXE UM COMENTÁRIO